Weintraub usa caso Suzy para pedir pena de morte a “estupradores e assassinos”

Ministro passou a manhã atacando a detenta trans, além de desejar que Drauzio Varella "vá para o inferno" e dizer que Globo está "a serviço do mal"

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, mais uma vez usou o Twitter para atacar a detenta Suzy, que recebeu um abraço do médico Drauzio Varella em reportagem do Fantástico do último domingo, e usou o caso da transexual para pedir pena de morte para “estupradores e assassinos de crianças”.

A solidão de Suzy – que não recebe visitas há 8 anos – gerou comoção nacional e fez com que mais de 200 cartas fossem enviadas ao presídio em Guarulhos na qual ela se encontra. Contudo, passou a ser divulgado nas redes sociais um boato de que a detenta foi condenada por estuprar e matar uma criança de nove anos.

“Sonho com um Brasil onde, um dia, estupradores e assassinos de crianças sejam julgados, condenados e executados. Tudo dentro da lei!”, escreveu o ministro no Twitter.

Mais cedo, Weintraub atacou Drauzio Varella e pediu boicote à TV Globo. “Continuem defendendo esse estuprador assassino, vocês se merecem. Antes que eu esqueça: desejo que vocês terminem no inferno!”, escreveu.

“Literalmente, abraçam o demônio!”, disse em outro tuíte sobre o abraço de Drauzio na detenta. “Não vejam, não assistam, não comprem, NÃO FALEM COM NINGUÉM (entrevistas) que trabalhe para essa família marinho”, completou.

Confira:

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.