Fórumcast, o podcast da Fórum
30 de setembro de 2019, 07h43

Witzel diz que vai pedir ajuda da ONU para fechar fronteiras com Bolívia, Colômbia e Paraguai

O governador do Rio alegou que a ajuda é importante para enfrentar o que chama de "genocídio" que está em curso no estado, resultado do comércio ilegal de armas e narcotráfico

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Depois de ter atribuído a morte da menina Ágatha Félix ao tráfico de armas e drogas no Estado, o governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel disse que vai recorrer nesta semana à Comissão de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) para que aplique eventual “retaliação” a países como Paraguai, Bolívia e Colômbia, e até determinar o fechamento da fronteira com o Brasil, caso não haja uma política para barrar o tráfico.

Witzel afirmou que está trabalhando para diminuir o número de homicídios no estado e chamou o ministro da Justiça, Sergio Moro, para juntos apresentarem a situação da violência no Rio à ONU.

“Estamos trabalhando para não acontecer mais [homicídios]. Todas essas ações: trabalhando para tirar as armas, trabalhando junto às Nações Unidas, levar realmente a causa do genocídio do Rio de Janeiro, que não é o governador”, disse. “Eu tentei através do Ministério da Justiça, o ministro Moro, que ele viesse comigo, estou aguardando. Mas, se não vier, nós vamos sozinhos, porque o Rio de Janeiro vai fazer o seu trabalho junto à Organização das Nações Unidas e ao Conselho de Segurança da ONU”, continuou.

Em entrevista durante o festival de música Rock in Rio, o governador citou a entrada de contêiners de armas de forma ilegal no Brasil como uma das causas da violência nas favelas. Para ele, o Conselho de Segurança da ONU poderia retaliar os países vizinhos “no que diz respeito às armas”.

Ainda, Witzel voltou a defender sua política de segurança e afirmou que “muita gente em volta do Rock in Rio poderia estar morta” caso ele não estivesse fazendo nada. O governador também afirmou que a polícia do Rio não deve ser “crucificada” pela violência na cidade.

Com informações do jornal O Globo.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum