Dirceu desmente armação de bolsonaristas para associá-lo a Adélio e facada

"Só não entenderá quem não sabe interpretar. Bolsonaro está desesperado", afirma o ex-ministro

Em declaração enviada à Fórum e também divulgada através das redes sociais, o ex-ministro José Dirceu (PT) desmentiu uma armação de bolsonaristas para associá-lo a Adélio Bispo, autor do atentado a faca contra Jair Bolsonaro durante a campanha presidencial de 2018.

O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) e outros bolsonaristas estão divulgando nas redes sociais trecho de uma entrevista concedida por Dirceu em maio deste ano.

No fragmento que vem sendo usado para atacá-lo, o petista falava sobre possíveis erros de seu campo político e outros fatos imprevisíveis na política, como o episódio da facada, que poderiam impedir uma vitória de Lula ou Fernando Haddad na eleição de 2018.

Os bolsonaristas, no entanto, encamparam a narrativa de que Dirceu teria afirmado que a facada “foi um erro nosso”.

Ao responder a ofensiva, o petista desmentiu: “Minha fala é uma lista de fatos imprevisíveis na política, que poderiam impedir a eleição do Lula ou do Haddad em 2018. Dentre eles, possíveis erros nossos E a facada em Bolsonaro. Coisas diferentes, compondo a mesma listagem de fatos imprevisíveis”.

“Minha fala é uma LISTA de fatos imprevisíveis na política. Só não entenderá quem não sabe interpretar. Bolsonaro está desesperado. Na falta de um fato novo, para se livrar de debates, seu filho mais parecido tenta girar teorias conspiratórias baratas. Mas agradeço a audiência!”, completou ainda o petista.

Confira, abaixo, a íntegra da entrevista original de Dirceu que foi distorcida pelos apoiadores de Bolsonaro.

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista, editor de Política, desde 2014 na revista Fórum. Formado pela Faculdade Cásper Líbero (SP). Twitter @ivanlongo_