sábado, 24 out 2020
Publicidade

Flávio Dino: “Bolsonaro acabar com a corrupção seria uma espécie de autoextermínio”

Comentário foi feito logo após a PF encontrar dinheiro na cueca do vice-líder do governo, o senador Chico Rodrigues

O governador do Maranhão Flávio Dino publicou na sua conta do Twitter, na manhã desta quinta-feira (15), a seguinte frase sobre o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ): “Bolsonaro acabar com a corrupção seria uma espécie de autoextermínio”.

O comentário de Dino foi feito logo após o flagrante que a Polícia Federal deu no vice-líder do governo, o senador Chico Rodrigues (DEM-RR), que foi pego nesta quarta-feira com dinheiro na cueca.

“De um jeito inusitado, a verdade mais uma vez derrotou uma mentira de Bolsonaro. Ele sabe onde a corrupção está, sempre bem perto dele, nos círculos mais íntimos do seu transitório poder. Bolsonaro acabar com a corrupção seria uma espécie de autoextermínio.”

Foram encontrados na casa do senador cerca de R$ 30 mil em dinheiro vivo, e boa parte desse valor estaria escondido na cueca de Rodrigues. Ao averiguarem as cédulas nas partes íntimas do senador, os agentes teriam se dado conta de que ele também estaria escondendo dinheiro entre as nádegas. A publicação diz ainda que algumas notas estariam, inclusive, sujas de fezes.

A investigação da PF apura que os valores desviados de recursos de combate à Covid-19 no estado somam aproximadamente R$ 20 milhões em emendas parlamentares. A Controladoria-Geral da União (CGU) também atua na apuração.

Julinho Bittencourt
Julinho Bittencourt
Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.