Seguidores de Malafaia questionam silêncio do pastor sobre o caso Flordelis

A deputada acusada de mandar matar o próprio marido é também pastora e já chegou a ministrar cultos na igreja de Silas Malafaia; religioso, que adora se envolver em polêmicas, porém, preferiu o silêncio

O pastor bolsonarista Silas Malafaia começou a ser cobrado pelos seus próprios seguidores, nesta terça-feira (25), pelo silêncio com relação ao caso da deputada federal e cantora gospel Flordelis que, na segunda-feira (24), foi acusada pela Polícia Civil do Rio de Janeiro de ser a mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo.

O mais irônico é que os internautas fizeram a cobrança ao pastor justamente em uma postagem em que Malafaia afirma que “a imprensa se cala diante do movimento milionário do filho de Lula quando o pai era presidente”.

Leia também: Flordelis promovia ritual de purificação com sexo, diz testemunha

“Agora é Flordelis… eu como evangélica porém cristã me envergonho de certos evangélicos”, postou uma seguidora de Malafaia.

“Flordelis. Estou aguardando vídeo”, pontuou outro internauta, em meio a dezenas de comentários do tipo.

A cobrança se dá pelo fato de que Malafaia é um contumaz debatedor de polêmicas, e a isso soma-se o fato de que ele é pastor evangélico, assim como Flordelis.

Segundo o site evangélico O Fuxico Gospel, Flordelis já chegou, inclusive, a ministrar cultos na igreja de Malafaia. O mesmo site, no ano passado, já havia publicado uma matéria sobre o silêncio do pastor com relação ao assassinato de Anderson do Carmo. À época, a deputada já era suspeita de participação no crime.

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista e repórter especial da Revista Fórum.