“Stop Bolsonaro Mundial” tem protestos em 19 países contra destruição de florestas e negligência à pandemia

Uma faixa gigante foi erguida no gramado do Congresso para marcar o ato do #StopBolsonaroMundial e lembrar os 150 mil mortos da Covid-19

Neste domingo (11), mais de 19 países participam da terceira edição do “Stop Bolsonaro”, mobilização mundial contra as políticas ambientais adotadas pelo presidente Jair Bolsonaro. A negligência do ex-capitão em relação à pandemia da Covid-19 também é tema de protesto.

De acordo com a Central Única dos Trabalhadores (CUT), que também participa dos atos, manifestações ocorrem em Estocolmo, Madri, Amsterdã, Cidade do Cabo, Cidade do México, Genebra e Munique, entre outras cidades. O movimento vem ocorrendo desde junho como forma de denunciar “a destruição da nação brasileira promovida por um governo fascista, genocida e ecocida”.

“O movimento Stop Bolsonaro Mundial vem, desde junho deste ano, denunciando as atrocidades cometidas por uma gestão voltada aos interesses da elite, dos bancos e dos ricos”, afirmam os organizadores do evento.

Redes sociais como Facebook, Instagram e Twitter amanheceram repletas de imagens dos protestos ao redor do mundo. No Brasil, uma faixa gigante foi erguida no gramado do Congresso Nacional com a hashtag #ForaBolsonaroMourãoeCentrão, assim como os dizeres “+150.000 mortes” e “uma imensa dor que poderia ter sido evitada”. Transmissões ao vivo também estão sendo realizadas como forma de repercutir o ato.

No Twitter, o candidato do PSOL à Prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos, protestou contra a negligência do governo em relação às queimadas no Pantanal. “Mais de 1/4 do Pantanal já queimou. Temos as MAIORES QUEIMADAS DA HISTÓRIA no Pantanal e da década na Amazônia. Documentos mostram que Guedes e Salles ATRASARAM A CONTRATAÇÃO DE BRIGADISTAS em 4 MESES. Não é coincidência”, escreveu.

A deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) também repercutiu o ato, dizendo que o presidente “nunca se importou” com a pandemia ou com o desemprego. “Bolsonaro não se importa e nunca se importou com as vidas perdidas na pandemia, com o desemprego alto, com a violência nas cidades. Bolsonaro é um estrago no país, uma vergonha mundial, um erro na História”, afirmou na rede social.

Confira a repercussão do ato nas redes:

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR