“Uma mulher do povo”: atriz Mia Khalifa volta a debochar de bolsonaristas e posta foto “participando” da CPI

A libanesa conhecida por, no passado, ter estrelado filmes adultos, voltou a ser assunto na CPI, em tom de ironia, após senador bolsonarista ser enganado por um meme e citá-la, indiretamente, para defender a cloroquina

A ex-atriz de filmes adultos Mia Khalifa voltou a ser citada na CPI do Genocídio, em tom de ironia, nesta quarta-feira (9). A citação foi feita pelo vice-presidente da comissão, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que debochou do senador bolsonarista Carlos Heinze (PP-RS) pela referência que fez à libanesa em sessão da CPI no final de maio.

“Sua excelência já informou que houve uma aprovação do parlamento italiano sobre o uso de hidroxicloroquina, que teve greve pelo tratamento precoce na Grã-Bretanha e que, parece-me, a Mia Khalifa deveria talvez vir a essa CPI. Então trouxe contribuições muito importantes”, ironizou Randolfe.

Após a fala do senador, o nome de Mia Khalifa rapidamente voltou a repercutir nas redes sociais e a própria atriz, então, resolveu entrar na brincadeira: ela postou uma fotomontagem em que simula sua “participação” na CPI com a legenda “uma mulher do povo”.

Confira.

Entenda

Na sessão da CPI de 25 de maio, o senador Carlos Heinze (PP-RS) se baseou em um famoso meme da internet para defender a eficácia da cloroquina no combate à Covid-19.

O meme, que viralizou no início da pandemia, levava uma foto da atriz Mia Khalifa com um texto fake news de que a Dra. Marcela Pereira, que é médica do Instituto Emílio Ribas, estaria conduzindo um estudo sobre a cloroquina. Porém, a imagem que é atribuída como sendo um retrato da profissional da saúde, é uma foto da atriz libanesa.

Khalifa, que vive nos EUA, tomou conhecimento do caso e respondeu com ironia. “Se você já se sentiu mal consigo mesmo, basta lembrar que pelo menos você não é o senador brasileiro que colocou Mia Khalifa na tendência da política do país”, ironizou a atriz.

Em outro tuite, Mia Khalifa reforçou que não é médica. “Hummm não sei quem precisa ouvir isso (Brasil), mas não sou médico, então não aceite conselhos médicos de memes falsos meus que você encontrou no WhatsApp … tchau”, disse.

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista e repórter especial da Revista Fórum.