Youtube remove canal bolsonarista Terça Livre, de Allan dos Santos, após duas advertências

Pelo Telegram, Allan dos Santos disse que o canal foi removido pelo Youtube após ele anunciar, "em primeira mão, que [o ministro Alexandre de] Moraes terá pedido de impeachment no Senado"

O Youtube comunicou na noite desta quarta-feira (3) o encerramento do canal Terça Livre, do blogueiro bolsonarista Allan dos Santos, por “violações graves ou repetidas de nossas diretrizes de comunidade” após duas advertências.

“Por causa disso, removemos seu canal do Youtube”, diz o e-mail divulgado por Allan dos Santos, acusado de ser um dos comandantes da milícia virtual que dissemina fake news e discursos de ódio em prol de Jair Bolsonaro e da ultradireita.

Além do Terça Livre, o Youtube ainda baniu um conta reserva que estava sendo utilizada por Allan dos Santos para tentar driblar as advertências.

Em nota, o Youtube informou que ‘todos os conteúdos publicados na plataforma precisam seguir as diretrizes de comunidade’ da rede social e que a empresa ‘se reserva o direito de restringir a criação de conteúdo de acordo com os próprios critérios’.

“Caso uma conta tenha sido restringida na plataforma ou impossibilitada de usar algum dos nosso recursos, o criador não poderá usar outro canal para contornar essas penalidades. Essa regra se aplicará a todo o período em que a restrição estiver ativa. Consideramos a violação dela um descumprimento dos nossos Termos de Serviço, o que pode levar ao encerramento da conta”, afirma a rede.

Impeachment de Moraes
Pelo Telegram, Allan dos Santos disse que o canal foi removido pelo Youtube após ele anunciar, “em primeira mão, que [o ministro Alexandre de] Moraes [do Supremo Tribunal Federal] terá pedido de impeachment no Senado”.

“Anunciamos, em primeira mão, que Moraes terá pedido de impeachment no Senado e derrubam o canal no DIA SEGUINTE”, escreveu.

O blogueiro ainda afirmou que a equipe do site “está virando a madrugada tentando resolver esse banimento que nós já esperávamos”.

Publicidade

Allan ainda citou as prisões de Sara Winter e Oswaldo Eustáquio para criticar Alexandre de Moraes, responsável pelo inquérito das fake news no STF, além de atacar o perfil Sleeping Giants, por “todos os esforços para que o Terça Livre não tenha mais nenhum meio de pagamento”.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR