#Verbas Indenizatórias

01 de junho de 2019, 09h53

Em grave crise fiscal, Minas Gerais chega a pagar mais de R$ 700 mil a magistrado

Tanto as verbas indenizatórias quanto os “penduricalhos” têm garantido que magistrados, promotores e procuradores recebam "supersalários"