Quando o PCO chamava Lula de “chefe da quadrilha de mensalões e sanguessugas”; veja textos

"Chefe de quadrilha de mensalões, sanguessugas os homens que foram apanhados escondendo dinheiro na cueca, os vendedores de dossiês..."

O PCO, cujos militantes agrediram simpatizantes do PSDB na Avenida Paulista e ao mesmo tempo lideranças sem teto como a suplente de vereadora pelo PT de São Paulo Carmem Silva (veja nota do Conselho dos Movimentos Populares), é o mesmo partido cujo líder Rui Costa Pimenta, em 2006, ao analisar a vitória de Lula sobre Geraldo Alckimin no 2º turno das eleições escrevia o seguinte:

“A vitória de Lula nas eleições não é incrível apenas porque como chefe de quadrilha de mensalões, sanguessugas os homens que foram apanhados escondendo dinheiro na cueca, os vendedores de dossiês, acabou com uma votação extraordinária mesmo sem ter feito nada pelos trabalhadores”.

No mesmo texto, Rui Costa Pimenta criticava a CUT e o PT. “Desde que os petistas dominaram os sindicatos e a CUT, os governos municipais, estaduais e federal o povo só ganhou imensos prejuízos.”

Em 21 de outubro de 2006, Rui Costa Pimenta atribuia a vitória de Lula ao Bolsa Família (que eles eram contra) dizendo que ele servia para alegrar a vida do povo.

No mesmo ano de 2006, O PCO dizia que o PT era o partido dos banqueiros. Segue o link e na sequência a imagem do texto.

Depois de ter escrito isso e uma outra dezena de textos chamando Lula de ladrão, lobo em pele de cordeiro, candidato dos banqueiros e coisas do gênero, o PCO e o seu líder Rui Costa Pimenta mudaram de posição em relação ao ex-presidente e o defenderam de forma firme quando foi injustamente preso. A questão que fica é por que simpatizantes do PSDB que votaram em Bolsonaro não podem se arrepender e ir a atos pedindo seu impeachment? A CUT, o PT, os movimentos sociais vão entregar a um partido que já teve essa postura no passado o direito de escolher quem vai ou não às manifestações? Faz sentido ser refém do PCO e de suas posturas supostamente esquerdistas que num passado breve já os levou a ser um dos mais duros críticos de Lula e do PT? São essas perguntas que os líderes sociais que estão na organização do Fora Bolsonaro precisam responder. Não a uma inconsequente raiva do PSDB que poderia justificar a violência a um grupo do partido. E ao mesmo tempo a lideranças sem teto e uma ex-candidata a vereadora pelo PT-SP, a militante Carmem Silva,

Se você quiser saber mais da história do PCO e dos ataques o partido fez ao PT, a Lula, à CUT e aos movimentos sociais do campo progressista, vale a pena dar uma olhada neste site. Você vai encontrar vídeos de campanhas onde Lula, por exemplo, era chamado de ladrão do mensalão.

Publicidade

Notícias relacionadas

Avatar de Renato Rovai

Renato Rovai

Jornalista, mestre em Comunicação pela ECA/USP e doutor pela UFABC. Mantém o Blog do Rovai. É editor da Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR