sábado, 19 set 2020
Publicidade

HQs: A Morte de Gwen Stacy

Em 1965 um evento inédito atinge os quadrinhos da Marvel. Gwen Stacy, namorada do Peter Parker, morre na edição nº121 da revista Amazing Spider-man. Ela foi a primeira que pode ser considerada realmente namorada do Homem-Aranha. A capa da resvista trazia a seguinte imagem:
Essa edição da revista não trazia título na primeira página, os leitores teriam de esperar até a última página pra sabê-lo. A história começa com os delírios de Harry Ousbourne em uma viagem de LSD. Os amigos (Peter, Gwen e Mary Jane) tentam adudá-lo na recuperação. Os garotos são expulsos da casa de Harry por seu pai, Norman (o duende verde). Isso faz com que Peter fique intrigado pra saber se o duende recuperou a memória que estava perdida e lembrou a identidade dele mesmo e do Homem-Aranha. Algumas páginas depois isso de fato acontece e Norman Ousborne vai até a casa de Peter se vingar e encontra apenas Gwen Stacy. Ao chegar em casa Peter vê a bolsa de Gwen junto ao simbolo do duende, ao ligar os pontos ele foi a procura dos dois, até achá-los na ponte George Washington, o Aranha tenta resgatá-la e…. (pra ver a imagem ampliada basta clicar em cima)

Cesar Castanha
Cesar Castanha
Do encanto com os créditos de abertura de "Alice no País das Maravilhas", visto religiosamente sempre que exibido nas tardes de sábado pelo SBT, veio a paixão pelo cinema como experiência estética, transformadora e expressão de uma ideia, uma história ou do próprio experimento. Por amar o cinema para além dos padrões de qualidade impostos a ele pela mídia, por outras instituições e até por uma crítica datada, veio o meu amor por conversar sobre cinema, aderi-lo, defendê-lo, apropriar-me dele. O Milos Morpha é uma conversa sobre cinema. Aqui, o texto nunca é certo e definitivo. O cinema não é uma fórmula para que cada cineasta se aproxime da solução mais correta, é um conjunto de experiências artísticas que já dura mais de 100 anos, é dessa forma que criticamente percebemos e experimentamos o cinema no Milos Morpha.