terça-feira, 27 out 2020
Publicidade

Uma avenida para o Planalto

Mais uma vez a pitoresca Lava Jato eleitoral atacou. Desta vez, tentou fazer uma devassa no gabinete do senador José Serra. Não deu certo.

Primeiro, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, impediu a PF de vasculhar o gabinete de Serra. Na sequência, o presidente do STF, Dias Toffoli, suspendeu a ordem de busca e apreensão.

E Toffoli estava correto e sua decisão. Havia risco de coleta de documentos relacionados à atividade de senador e que, segundo ele, ‘não guardam identidade com o objeto da investigação’.

A única coisa que me causa estranheza é que, na semana passada, o deputado Paulinho da Força foi alvo de uma operação semelhante e não contou com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e tampouco com o STF.

Não, não concordo com as visões de Brasil e política que ambos os possuem. Mas concordo com o Estado Democrático de Direto.

E embora tenha sido a “Lava Jato de São Paulo” (uma franquia) a condutora do trem o destrambelho, me surpreende que seja Deltan Dallagnol de Curitiba que vá mais uma vez fazer escarcéu nas redes. Uma criança.

Segundo o “parceirinho do Moro”, qualquer lugar pode ser alvo de busca e apreensão da polícia ou de um juiz de primeira instância. Mais uma vez um aceno para a irresponsabilidade.

É inocência ou perversidade defender esse tipo de coisa no Brasil. Mais uma vez, preciso lembrar do juiz federal que tentou conspirar com as Forças Armadas para suspender as eleições?

Se mesmo sem qualquer estímulo institucional já há um certo ativismo judicial, imaginem sem?

“AAAAAAH CLEBER, MAS É PRA PRENDER CORRUPTO!”

Ah, é? Então continue estimulando a delinquência que uma hora ela baterá na sua porta! Já dizia Pedro Aleixo: “o problema é o guarda da esquina”.

Quanto tempo você acha que demoraria para que as perseguições políticas nesse país começassem? O combate contra a corrupção não pode ser um vale tudo que tem como inimigo secundário a Constituição Federal.

Vejam só até onde a lucrativa indústria do combate à corrupção nos empurrou! Está bom? A econômica estava boa antes da pandemia? E os empregos? Abundantes?

Resumo da ópera: O Doria que se cuide. A Lava Jato já deu seus tiros de aviso ao PSDB. No menor dos deslizes Doria é levado em uma condução coercitiva em Congonhas. A LJ está abrindo uma verdadeira avenida para 2022. Quem será o próximo “divisor de votos” alvo de operações?

*Este artigo não reflete, necessariamente, a opinião da Fórum

Cleber Lourenço
Cleber Lourenço
Não acho que o debate politico e o jornalismo precisem distribuir informação de forma fria e distante dos leitores, notícias são somente úteis no contexto do cotidiano e é nisso que acredito. E-mail: cleber@ocolunista.com.br