Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
21 de novembro de 2019, 22h07

Assassino de Moa do Katendê é condenado a 22 anos de prisão

O crime ocorreu após o primeiro turno das eleições do ano passado. O assassino é eleitor de Jair Bolsonaro e matou o capoeirista por discordar das suas posições políticas; Moa defendia a eleição de Fernando Haddad

Mestre Moa do Katendê - Foto: Reprodução/Instagram

Após 12 horas de julgamento, o barbeiro Paulo Sérgio Ferreira de Santana foi condenado, nesta quinta-feira (21), a 22 anos de prisão em regime fechado por assassinar o mestre de capoeira Moa do Katendê, de 63 anos, a facadas.

O crime ocorreu após o primeiro turno das eleições do ano passado. O assassino é eleitor de Jair Bolsonaro e matou o capoeirista por discordar das suas posições políticas. Moa defendia a eleição de Fernando Haddad. Segundo as investigações. Quando foi atacada, a vítima estava em um bar com o primo Germino, de 52 anos, que também foi ferido com os golpes de faca.

Não é sócio Fórum? Quer ganhar 3 livros? Então clica aqui.

Paulo Sérgio estava preso desde o dia do crime. Ele foi autuado em flagrante, mas, em 9 de outubro, passou por audiência de custódia e teve prisão preventiva decretada pela Justiça.

“Pra mim foi uma tensão muito grande durante o dia. Tentei me manter calma. Eu sei que não traz a vida de painho de volta, mas graças a Deus a justiça foi feita. Ele [Paulo] precisava pagar por tirar a vida de um pai de família”, afirmou Somomair Costa, filha de Moa.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum