Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
06 de junho de 2019, 06h31

Bolsonaro, que ignorou fuzilamento de família com 80 tiros pelo Exército, visita Neymar no hospital

Acompanhado de comitiva presidencial e do filho, Flávio, Bolsonaro ficou no hospital por aproximadamente 50 minutos e deixou o hospital à 0h40 desta quinta-feira (6)

Neymar se livra de multa milionária após acusações de sonegação de impostos (Foto: Reprodução/Twitter)

Jair Bolsonaro mostra cada dia mais para qual Brasil ele joga. O presidente, que ignorou o fuzilamento de um carro de família com 80 tiros pelo Exército no Rio – matando o músico Evaldo Rosa e o catador de recicláveis, Luciano Macedo -, correu no fim da noite desta quarta-feira (5) até o Hospital Home, em Brasília, para visitar o atacante da seleção brasileira, Neymar, que se contundiu no amistoso contra o Catar e se encontra envolto em meio a uma polêmica sobre supostas agressões a uma modelo.

Leia também
Com lesão no tornozelo, Neymar está fora da Copa América

Bolsonaro ficou no hospital por aproximadamente 50 minutos e deixou o hospital à 0h40 desta quinta-feira (6). A visita ainda foi capitalizada nas redes sociais pelo presidente, que publicou foto ao lado do jogador. “Visitando Neymar no Hospital Home em Brasília. Desejo uma boa e rápida recuperação”, tuitou.

O senador Flávio Bolsonaro (PSL/RJ) esteve ao lado do pai, em meio à comitiva presidencial que se deslocou para visitar Neymar, que foi diagnosticado com lesão no tornozelo e está fora da Copa América.

Apoio e dívidas
Em abril, o pai do jogador, o empresário Neymar da Silva Santos, foi recebido por Bolsonaro e pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, para “prestar esclarecimentos” sobre processo contra o jogador que será julgado pelo Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf).

O encontro aconteceu dias depois que Neymar e o surfista, Gabriel Medina, apareceram em uma postagem de Bolsonaro ao lado de Benjamin Netanyahu, durante visita a Israel. Nas imagens, os dois atletas agradecem convite para visitar o país e reiteram que, em breve, estarão por lá.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum