Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
17 de março de 2020, 21h33

Depois de Copacabana, centro de São Paulo antecipa panelaço contra Bolsonaro

Região central da capital paulista e outros bairros foram tomados por barulho de panelas batendo e gritos de "Fora, Bolsonaro"; assista

Reprodução

Moradores do centro de São Paulo encamparam, na noite desta terça-feira (17), um grande “panelaço” contra o presidente Jair Bolsonaro. Um vídeo gravado pelo fotógrafo João Wainer mostra a região central da capital paulista completamente tomada pelos barulhos de panelas e gritos de “Fora, Bolsonaro”.

Trata-se de uma antecipação das mobilizações que estavam marcadas para esta quarta-feira (18) em defesa da educação, das estatais, do serviço público, contra a MP 905 e outros ataques de Bolsonaro. A princípio, as manifestações seriam nas ruas, mas foram suspensas por conta da crise do coronavírus.

Leia também

Um dia antes do combinado, soam panelas contra Bolsonaro em todos os cantos do país

Pelas redes sociais, então, movimentos começaram a convocar a população de todas as partes do Brasil a se manifestarem em suas janelas, às 20h30 do mesmo dia 18, em um grito de “Fora Bolsonaro!”. Em São Paulo, no entanto, a mobilização já começou.

Assista.

Além da região central, foram registrados panelaços em outros bairros, como na Bela Vista, Vila Madalena, Pompéia e em Perdizes.

Confira.

Vila Madalena. Imagens: Carolina Rovai
Perdizes. Imagens: Camilo Vanuchi

Copacabana

Moradores do bairro de Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro, também realizaram um panelaço na noite desta terça-feira (17) horas após o presidente comparar o bairro com a Itália e normalizar as possíveis mortes em decorrência do novo coronavírus.

O movimento espontâneo pode ter a ver com a polêmica declaração dada por Bolsonaro nesta terça-feira, que compara Copacabana com a Itália – um dos país que mais sofre para controlar o surto do novo coronavírus.

“Pelo que parece, não tenho certeza, pela última informação que eu tive, que está faltando confirmação. Agora a Itália é uma cidade… é um país parecido com o bairro de Copacabana, onde cada apartamento tem um velhinho ou um casal de velhinhos. Então são muito mais sensíveis, morre mais gente”, disse o presidente.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum