Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
30 de julho de 2019, 11h10

Extraído em Minas, ouro roubado em São Paulo pertencia a empresa do Canadá

A Kinross Gold Corporation, dona da maior parcela do ouro roubado em Guarulhos, é considerada a quinta maior produtora do mineral do mundo e é responsável por 22% da exploração no Brasil

Imagens do roubo no aeroporto de Guarulhos. Foto: Reprodução

A dona da carga roubada na última quinta-feira (25) no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, blindada até o momento, foi revelada: é a mineradora canadense Kinross Gold Corporation, que explora a mina Morro do Ouro, em Paracatu, noroeste de Minas Gerais.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Segundo o colunista Guilherme Amado, da Época, a maior parte do montante de 720 quilos de ouro pertencia à empresa canadense, que levava carga para clientes na América do Norte. “A expectativa é que o valor do ouro pertencente à Kinross seja coberto pela seguradora de nosso provedor de transporte”, declarou a Kinross.

A mineradora é considerada a quinta maior produtora de ouro do mundo e é responsável por 22% da exploração no Brasil. Ela opera a Morro do Ouro, a maior mina a céu aberto do país, que começou a ser explorada em 1987 e tem vida útil até 2032.

Além do Brasil, o grupo atua em outros seis países: Chile, Estados Unidos, Canadá, Gana, Mauritânia e Rússia.

Bolsonaro
No sábado (26), Jair Bolsonaro (PSL) disse que a indicação do filho, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para a embaixada do Brasil em Washington, visa explorar minerais em comunidades indígenas em parceria com os estadunidenses.

Nos últimos dias, garimpeiros invadiram terras indígenas Wajãpi, em Pedra Branca do Amapari, no Amapá. Cerca de 50 garimpeiros invadiram a aldeia Marirí e mataram uma das lideranças.

“Nós fomos atacados pelos garimpeiros, eles mataram uma liderança Wajãpi. Eles estão no centro da nossa terra, armados, com arma de fogo pesada”, disse à Fórum o cacique da aldeia Viseni Wajãpi.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum