segunda-feira, 21 set 2020
Publicidade

Felipe Neto aciona polícia e tira a mãe do Brasil por conta de ameaças

O youtuber Felipe Neto compartilhou nas redes sociais nesta segunda-feira (16) que tem sofrido ameaças tão intensas ao ponto de precisar tirar a mãe do Brasil e dar entrada com documentos na polícia. Por conta dos ataques, Felipe Neto também cancelou sua participação no evento Educação 360, em palestra que daria nesta terça-feira (17), alegando exposição e “risco iminente”.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

O youtuber tem sido alvo de ataques da militância bolsonarista nas redes sociais desde que distribuiu 14 mil livros LGBTs na Bienal do Livro do Rio de Janeiro, em resposta à tentativa de censura por parte do prefeito da cidade, Marcelo Crivella. No comunicado enviado à organização do evento Educação 360, o youtuber desabafa. “É estarrecedor que no Brasil, em 2019, um indivíduo seja impossibilitado de se manifestar e lutar contra qualquer tipo de censura e opressão sem ser ameaçado”, disse.

“Quero dizer que continuarei lutando, enfrentando o obscurantismo e a opressão, por todos os meios que me cabem, pela defesa do amor e da união até o fim, até onde for possível e até onde minhas forças e meu coração aguentarem”, completa.

O próprio presidente Jair Bolsonaro (PSL) também já provocou Felipe Neto nas redes sociais, mas voltou atrás neste final de semana, demonstrando cautela por conta da grande base de seguidores que o youtuber possui.

Bolsonaro apagou, no início da noite deste domingo (15), o tuíte em que reagia às postagens sobre uma entrevista dada por Felipe Neto, ao jornal Valor Econômico. O presidente publicou três emojis de rostos “chorando de rir”, às 18h36. Em menos de cinco minutos, porém, a mensagem já não constava mais em seu perfil.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.