No rastro do óleo do Nordeste
10 de setembro de 2019, 16h44

“Homem com homem pode. Procurador com juiz não pode”, esclarece advogado

O advogado criminalista Augusto de Arruda Botelho compartilhou uma imagem que ironiza a tentativa de censura encampada por Crivella contra livros de conteúdo LGBT ao mesmo tempo em que critica, indiretamente, a postura de Moro e Dallagnol na Lava Jato; publicação viralizou

Reprodução

O advogado criminalista Augusto de Arruda Botelho usou seu Twitter, nesta terça-feira (10), para compartilhar uma imagem que ironiza a tentativa de censura do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, à livros de cunho LGBT, ao mesmo tempo em que critica a postura adotada pelo procurador Deltan Dallagnol e pelo ex-juiz Sérgio Moro na operação Lava Jato.

“Homem com mulher pode. Homem com homem pode. Mulher com mulher pode. Procurador com juiz não pode. Porque tudo tem limite”, diz a imagem, que viralizou. A publicação de Botelho ultrapassou 1,3 mil repostagens.

A imagem compartilhada pelo advogado, que é um dos fundadores do Instituto de Defesa do Direito de Defesa (IDDD), faz clara referência, para além da tentativa de censura na Bienal do Livro do Rio de Janeiro, ao conluio estabelecido entre Moro e Dallagnol na Lava Jato que vem sendo revelado pela série Vaza Jato, do The Intercept Brasil. Diálogos privados mostram que ambos mantinham uma relação que ia para muito além da proximidade legal entre um juiz e um procurador.

Confira a repercussão da imagem que viralizou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum