Jornalista da Fórum é bloqueado no Facebook por divulgar capa de disco do Caetano Veloso

A alegação do Facebook para o bloqueio foi que a política da rede não permite “Nudez ou outro conteúdo de sugestão sexual”

A alegação do Facebook para o bloqueio foi que a política da rede não permite “Nudez ou outro conteúdo de sugestão sexual”. Caetano Veloso comentou o episódio em sua conta no Instagram. Veja aqui.

Da Redação

O jornalista e colunista de cultura da Fórum, Julinho Bittencourt, teve a sua conta no Facebook bloqueada após postar a capa original do disco “Jóia”, de Caetano Veloso. A capa, que foi censurada pela ditadura em 1975, traz o artista, sua esposa na época, Dedé Veloso, e o filho Moreno, ainda criança, todos nus.

Na legenda da postagem, o repórter escreveu “Vai MBL, pega o Caetano, pega”.

A alegação do Facebook para o bloqueio foi que a política da rede não permite “nudez ou outro conteúdo de sugestão sexual”.

A intenção ao fazer a postagem, segundo o jornalista, foi se contrapor à onda de histeria e perseguição à várias obras de arte que ocorreram nas últimas semanas, sobretudo a polêmica em torno da performance do artista Wagner Schwartz no MAM (Museu de Arte Moderna). “O que está acontecendo é um assombro. Estamos de volta a velhas discussões de 40, 50 anos atrás. Ai vem o Facebook e confirma isso. Há neste caso um grande paradoxo. A maior rede social do mundo, um ícone de modernidade, se comporta dessa forma arcaica, velha”, desabafou.

Caetano Veloso comentou o episódio em sua página no Instagram. Veja a postagem abaixo:

Uma “Jóia” de Caetano

O disco “Jóia”, lançado em 1975 – há 42 anos – teve esta mesma capa censurada pela ditadura. A capa frontal trazia originalmente um desenho da família sem roupas. O pênis de Caetano aparece coberto por pássaros.

 

 

 

 

 

 

 

 

Já na contracapa, imagem postada por Bittencourt, o disco trazia a foto da família sem roupa.

Para conseguir a liberação da censura, a foto da contracapa foi retirada e, na capa, sobraram apenas os pássaros.

 

 

 

 

 

 

 

“Jóia” foi o primeiro disco de Caetano assim que voltou do exílio, em Londres. Considerado por muitos como um dos seus melhores álbuns, o disco tem uma linguagem nova, ousada, canções curtas com melodias que evocam desde cantos indígenas até Beatles. Muitas de suas letras têm como referência a poesia concreta.

Um dos grandes exemplos é uma linda letra para a melodia “Pipoca Moderna”, dos irmãos Biano, da Banda de Pífanos de Caruaru. Um inesquecível encontro do Brasil profundo com o Brasil contemporâneo.

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR