Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
28 de novembro de 2019, 11h26

Médico é assassinado em abordagem da PM em bairro nobre de Brasília

Em nota, a PM informa que lamenta o desfecho da ocorrência e que será instaurado um inquérito para apurar as circunstâncias

Foto: Reprodução

O médico endocrinologista Luiz Augusto Rodrigues, 45 anos, foi morto pela Polícia Militar durante uma abordagem na madrugada desta quinta-feira (28), na Asa Sul, área nobre do Plano Piloto de Brasília.

Vídeo: Policiais pressionam homem que estava com médico assassinado a dizer que ele apontou arma

Rodrigues estava em um bar com um amigo, na quadra comercial 314/315 Sul. Dois policiais consideraram que os dois estariam em atitude suspeita. Eles estavam em frente ao Teatro dos Bancários, perto de uma caminhonete.

Os policiais deram voz de abordagem e, segundo os relatos da corporação, um dos homens sacou uma arma e apontou para os PMs. Um soldado reagiu e fez um disparo que acertou o médico. Ele foi afastado das ruas. A vítima estava desarmada. O homem que estava com o endocrinologista é um PM reformado e portava uma arma calibre .38.

O Corpo de Bombeiros foi acionado pelos militares. O óbito foi confirmado no local. O caso está sendo investigado pela 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul).

Em nota, a Polícia Militar (PMDF) informa que lamenta o desfecho da ocorrência e que será instaurado, ainda hoje, um inquérito para apurar todas as circunstâncias.

“Ele era flamenguista. Estava feliz com os títulos conquistados no fim de semana e iria para o Rio de Janeiro ontem (quarta) para assistir à entrega da taça. Chegou a me mostrar a passagem e só não foi porque a companhia aérea cancelou os bilhetes. Não era nem para ele estar em Brasília”, disse um homem, que preferiu não se identificar.

Com informações do Metrópoles e do Correio Braziliense


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum