Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
04 de junho de 2019, 12h26

Mulher espancada por MC Reaça não está grávida, diz hospital

Agente de viagens tinha um relacionamento extraconjugal com o apoiador de Bolsonaro, Tales Volpi, que enviou mensagem à esposa antes de se suicidar dizendo que a amante estaria grávida

Tales Volpi, o MC Reaça (à esquerda, no destaque), em ato pró Bolsonaro (Reprodução/Facebook)

Em nota divulgada nesta terça-feira (4), a assessoria do Hospital Augusto de Oliveira Camargo, de Indaiatuba, informou que a agente de viagens que foi espancada pelo funkeiro Tales Volpi, o MC Reaça, não está grávida e que ainda aguarda a realização de cirurgia.

“Somos impedidos por lei de comentar detalhes por se tratar de uma questão de sigilo médico/ paciente, porém, devido rumores, a vítima autoriza que seja esclarecido que, ao dar entrada na unidade hospitalar, foi realizado exame Beta HCG cujo resultado é negativo, ou seja, não está grávida”, informou o hospital em nota enviada à Fórum.

De acordo com boletim de ocorrência registrado na delegacia de Indaiatuba, interior de São Paulo (20 km de Campinas), pelo pai da vítima, ela namorava Volpi e foi internada no hospital após ser agredida no sábado (1).

Após a agressão, o MC Reaça – que era casado e vivia uma relação extraconjugal com a agente de viagens – enviou uma mensagem de áudio paraa a esposa, Maiara Volpi, e se suicidou.

No áudio, o funkeiro – que foi homenageado por Jair Bolsonaro nas redes sociais – pede para que Maiara ajude a amante a cuidar do bebê, caso a criança sobreviva.

Leia a íntegra da nota do Hospital Augusto de Oliveira Camargo

Informamos que após a paciente receber os primeiros socorros, passou por exames, tratamento clínico e permanece internada estável em observação.

Será necessário realizar uma cirurgia devido os ferimentos sofridos, porém ainda sem data definida, pois é preciso aguardar a diminuição dos edemas. Solicitamos, que, por se tratar de vítima de violência, tenha sua identidade mantida em sigilo.

Somos impedidos por lei de comentar detalhes por se tratar de uma questão de sigilo médico/ paciente, porém, devido rumores, a vítima autoriza que seja esclarecido que, ao dar entrada na unidade hospitalar, foi realizado exame Beta HCG cujo resultado é negativo, ou seja, não está grávida.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum