Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
21 de janeiro de 2020, 22h43

Polícia alega sigilo e nega informações sobre rapaz desaparecido após abordagem da PM

Carlos Eduardo dos Santos Nascimento desapareceu depois de ter sido abordado por três policiais, em frente a um bar em Jundiaí (SP), no dia 27 de dezembro de 2019

Carlos Eduardo - Foto: Arquivo Pessoal

O segurança Eduardo Aparecido do Nascimento, pai do rapaz Carlos Eduardo dos Santos Nascimento, de 20 anos, denunciou que a Polícia Militar está negando informações sobre seu filho. Carlos desapareceu depois de ter sido abordado por três policiais, em frente a um bar em Jundiaí (SP), no dia 27 de dezembro de 2019.

“Quando a gente pergunta sobre a investigação, a resposta que temos é que tudo está em segredo de Justiça. Não sabemos nada sobre o que estão fazendo para tentar achar meu filho. Não estão deixando nem a mãe ir nas buscas. Todas as buscas que a polícia faz, se recusam a deixar ir qualquer pessoa da família”, declarou o pai, em reportagem de Luís Adorno, do UOL.

A desembargadora Ivana David desconfia que a polícia esteja retaliando a família por ter levado o caso à mídia. “O que estão fazendo é se vingar da imprensa, para que a imprensa não tenha acesso a nada. Não é assim que funciona. O pai da vítima, que é o interessado no inquérito, tem que saber, quem está desesperado com o filho desaparecido, tem que saber o que está acontecendo”, disse.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) tenta justificar o silêncio afirmando que “as circunstâncias relativas ao caso são apuradas pela DIG de Jundiaí. As informações não podem ser passadas para não prejudicar o trabalho policial. Os dados estão disponíveis para os advogados constituídos pelas partes”.

O caso

Dois dias após o último Natal, Carlos Eduardo foi a um bar com mais quatro amigos no Jardim São Camilo, na periferia de Jundiaí. Em seguida, todos foram abordados pela Polícia Militar, que levou na viatura apenas Carlos, o único negro.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum