Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
25 de outubro de 2019, 16h36

Weintraub indica novo interventor para o CEFET/RJ, aliado com chapa perdedora das eleições internas

Professores e diretores denunciam golpe administrativo comandado pelo MEC com o objetivo de implementar o Future-se no CEFET

Foto: Divulgação

Depois de uma intensa mobilização de alunos e professores contra o interventor Maurício Aires, nomeado pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, como diretor pró-tempore, o Ministério da Educação (MEC) decidiu nesta sexta-feira (25) indicar um novo nome para comandar a instituição. O escolhido é ligado à chapa perdedora das eleições internas.

A professora Elika Takimoto, coordenadora de Física, publicou nas redes sociais a denúncia da nova tentativa de golpe, na qual um professor ligado à chapa perdedora das eleições foi indicado para o posto sem qualquer respaldo da comunidade acadêmica. A docente conta ainda que só se soube da mudança por meio do Diário Oficial.

No rastro do crime ambiental nas praias do Nordeste: Ajude a Revista Fórum a mergulhar na realidade dessa grande tragédia

“Hoje acordamos com um NOVO diretor pró tempore e ficamos sabendo, pasmem, pelo Diário Oficial”, disse Elika, em vídeo publicado no Twitter.

Ela recorda ainda que o argumento do MEC para a nomeação do interventor era a de que havia uma sindicância aberta – que corre em sigilo – contra o pleito que elegeu Maurício Vieira como diretor-geral, e foi escolhido um nome de fora para não comprometer a denúncia. No entanto, este novo diretor “temporário”, Marcelo Nogueira, é próximo da chapa perdedora do eleição.

Diretores e gerentes dos campi do CEFET escreveram ainda uma carta aberta denunciando os desmandos do MEC na instituição. “Consideramos um GOLPE à democracia da nossa instituição a nomeação de Marcelo Nogueira. Não concordamos com a nomeação e com os processos de exoneração que há um mês tem sido feitos de forma pouco transparente e sem diálogo, e com designação inclusive de servidores externos e não capacitados para funções de direção”, diz trecho do documento, confira aqui.

Aparelhamento

Elika Takimoto ainda aponta que Aires fez alterações importantes na estrutura interna antes de deixar o posto, nomeando outros membros ligados à chapa perdedora. “Antes de Maurício Aires sair, ele fez algumas mudanças nas direções aqui no CEFET, ou seja, ele aparelhou o CEFET. […] Nós aqui no CEFET estamos sofrendo um golpe interno que tem conexão com o projeto Future-se”, denuncia.

Entre os destituídos estão a diretora de planejamento, responsável pela execução orçamentária da instituição, e a diretora de gestão estratégica, que tem como principal responsabilidade a finalização do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI). “No lugar dela, entrou um professor sem experiência nenhuma com o PDI, que pode alterar as diretrizes do CEFET, abrindo as portas para o Future-se!”, acrescentou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum