Fórum Educação
29 de março de 2020, 07h51

Justus volta atrás depois de apanhar nas redes: “eu sou uma pessoa que pensa sim no ser-humano”

Em depoimento gravado em vídeo nas suas redes, o empresário diz que foi mal interpretado e que país não aguenta mais do que 30 dias de isolamento

Foto: Reprodução

Após apanhar nas redes sociais por conta das suas posições com relação à crise do coronavírus, o empresário Roberto Justus voltou atrás e resolveu gravar depoimento em sua conta do Instagram, neste sábado (28).

No vídeo, Justus diz que “pensa sim no ser-humano e que preza pelas pessoas e sempre se preocupou em ser íntegro e correto com todos”.

Justus diz ainda que não teve a intenção de minimizar os riscos da doença ou as mortes “até porque também faço parte do grupo de risco”. Justus tem 64 anos.

“Mas esse isolamento não pode se prolongar por muito tempo. Precisamos encontrar um meio-termo que não vá destruir o país. Na minha visão, o máximo que o país aguenta seriam uns 30 dias, depois disso precisamos cobrar aos governantes de nos apresentarem planos de liberar gradativamente a população para voltar a trabalhar e girar a roda econômica, sempre preservando os grupos de risco”, disse.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum