São Bernardo (SP) anuncia toque de recolher a partir de sábado após alta de mortes por Covid

Restrições de circulação na cidade, vizinha à capital paulista, valerão das 22h às 5h, por tempo indeterminado; volta às aulas foi adiada no município

A Prefeitura de São Bernardo, na Grande São Paulo, decretou toque de recolher na cidade a partir do próximo sábado (27), entre as 22h e as 5h. A medida foi decretada devido ao aumento na ocupação de leitos de UTI na rede municipal e ao aumento de mortes por Covid-19. Segundo a prefeitura anunciou nesta segunda-feira (22), ela valerá por tempo indeterminado.

Além do toque de recolher, a prefeitura adiou a volta às aulas presenciais na rede pública na cidade, tanto estadual quanto na municipal. Previstas inicialmente para o próximo dia 1º de março, elas devem acontecer agora no dia 15 de março. Mas essa data é uma previsão ainda, de acordo com a nota da prefeitura.

As aulas da rede particular também serão suspensas a partir de 1º de março no município.

O anúncio acontece no mesmo dia em que o estado de São Paulo bateu o recorde de maior número de pacientes internados em UTIs específicas para Covid-19 desde o início da pandemia. Há, até o momento, 6.410 pessoas hospitalizadas em UTIs, além dos 7.196 em enfermarias.

Leia a íntegra da nota da prefeitura.

“A Prefeitura de São Bernardo comunica que, por decisão do Comitê de Combate ao Coronavírus, está suspenso o retorno das aulas presenciais na rede pública de ensino (municipal e estadual), antes previsto para o próximo dia 1º de março. A decisão se baseou no aumento da ocupação dos leitos de UTI na rede municipal, além do avanço da média móvel de óbitos. A nova previsão de retorno é dia 15 de março. Com a decisão, também ficam suspensas as reuniões com pais e entrega de materiais e uniformes escolares que seriam realizadas nesta semana. As aulas da rede particular de ensino também estarão suspensas a partir do dia 1º de março. Como medida emergencial para contenção do avanço da doença, haverá toque de recolher na cidade entre as 22h e às 5h, a partir deste sábado (27/02).”

Avatar de Fabíola Salani

Fabíola Salani

Graduada em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo. Trabalhou por mais de 20 anos na Folha de S. Paulo e no Metro Jornal, cobrindo cidades, economia, mobilidade, meio ambiente e política.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR