Após vídeo sobre moradores de rua, Suplicy convida Bia Doria para audiência na Câmara

"As afirmações chocam pela falta de sensibilidade e de conhecimento sobre a população em situação de rua", disse o vereador sobre a declaração da primeira-dama de que as pessoas "gostam" de morar na rua

O vereador Eduardo Suplicy (PT-SP), presidente da Comissão de Direitos Humanos na Câmara Municipal de São Paulo, encaminhou um convite à primeira-dama do estado, Bia Doria, para participar de uma audiência pública, na próxima segunda-feira (6), sobre as condições de vida da população em situação de rua.

A motivação para o convite é o vídeo que repercutiu nesta sexta-feira (3) em que, ao lado da socialite Val Marchiori, Bia Doria afirma que as pessoas “gostam” de morar na rua, e que “não é correto chegar na pessoa que está na rua e dar marmita, porque a pessoa tem que se conscientizar que ela tem que sair da rua”.

“As afirmações chocam pela falta de sensibilidade e de conhecimento sobre a população em situação de rua. Além de esposa do governador João Doria, a senhora preside o Fundo Social, entidade destinada a instituir programas sociais destinados a atender pessoas em situação de vulnerabilidade social”, escreveu Suplicy no convite encaminhado à primeira-dama por e-mail.

No texto, o vereador destacou ainda que “as temperaturas nesta madrugada chegaram a menos de 10°C. Nossa cidade tem mais de 24 mil pessoas em situação de rua. Destas, aproximadamente 13 mil pessoas dormem nas calçadas e as demais em Centros de Acolhida. Além do frio, estamos passando por uma pandemia, uma situação extremamente atípica e desesperadora. Desemprego batendo recordes. O auxílio emergencial não chegou para todos. Diversas reintegrações de posse expulsando pessoas de prédios abandonados. Todos esses fatores contribuem para as pessoas irem para a situação de rua”.

Após as críticas, Bia Doria chegou a pedir desculpas pela fala, mas disse que sua fala “foi retirada do contexto” e que tem a “consciência tranquila”.

“Venho convidar a Sra. para participar de uma audiência pública da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Câmara Municipal de São Paulo para um diálogo conosco e também com representantes do Movimento Nacional e Estadual da População em Situação de Rua, se possível nesta segunda feira, às 13 hs, por forma virtual, a respeito de como melhor resolver os problemas das pessoas que estão em situação de rua”, escreveu o vereador, anexando ao e-mail, ainda, a palestra que preparou para o Congresso Internacional da Renda Básica de Cidadania, que seria realizada na Coreia do Sul em fevereiro, mas que foi adiada por causa da pandemia do coronavírus.

Segundo o vereador, foram convidados para participar da audiência com Bia Doria representantes dos movimentos estadual e nacional de população em situação de rua, uma mulher grávida que está sob ameaça de ir para a rua e o padre Júlio Lancelotti, reconhecido por sua atuação junto à população mais vulnerável.

Bia Doria, até a publicação desta matéria, não havia respondido ao convite.

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista e repórter especial da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR