Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
05 de fevereiro de 2020, 21h44

Vitória dos grevistas: Trabalhadores da Dataprev conseguem suspender demissões

Greve que já durava duas semanas foi encerrada após os trabalhadores conseguirem, junto à Justiça do Trabalho, reverter a demissão de mais de 500 servidores em meio ao desmonte da empresa que vem sendo promovido pelo governo de Jair Bolsonaro

Foto: Fenadados/ Divulgação

Enquanto os petroleiros resistem e seguem com a greve nacional contra o desmonte da Petrobras e as demissões na categoria, os trabalhadores da Dataprev, também através da greve, conquistaram uma importante vitória: conseguiram reverter as demissões de quase 500 servidores e abrir prazo de negociação com o governo.

A suspensão das demissões, que ocorreram em meio ao fechamento de agências, que faz parte do desmonte promovido pelo governo, fez a categoria encerrar a greve que já durava duas semanas. A determinação para que os trabalhadores demitidos sejam realocados é do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que decidiu ainda que  os trabalhadores não poderão ter os dias parados descontados da folha de pagamento.

Leia também
Humilhação: Funcionários demitidos da Dataprev saem com pertences em sacos de lixo

Ao site Brasil de Fato, Celio Stemback, diretor de comunicação da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Processamento de Dados Serviços em Informática e Similares (Fenadados), afirma que a categoria já voltou à ativa e aguarda agora que o governo cumpra sua parte no acordo. Segundo ele, se não houver diálogo a paralisação será retomada.

“Eles não gostam muito de conversar. Mas a gente fez questão de fazer o acordo no Tribunal, porque a gente entende que a Dataprev será obrigada a cumprir essa agenda. Caso a Dataprev não cumpra com sua promessa de tentar alocar essas pessoas, o movimento está forte e a gente pode voltar a qualquer momento à paralisação. Espero que a gente não tenha que chegar de novo a esse extremo.”

A Dataprev processa cerca de 35 milhões de benefícios previdenciários por mês e é responsável pela segurança dos dados da previdência no Brasil. São R$ 50 bilhões em benefícios do INSS, o que representa R$ 555 bilhões por ano.

*Com informações do Brasil de Fato 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum