sábado, 31 out 2020
Publicidade

Avião ucraniano foi derrubado por mísseis iranianos, diz revista estadunidense

O Boeing 737, da Ukraine International Airlines, que caiu logo após decolar do Aeroporto Internacional de Teerã na madrugada da quarta-feira (8), pode ter sido derrubado acidentalmente por mísseis antiaéreos do Irã. Acidente matou as 176 pessoas que estavam a bordo da aeronave.

A informação é da revista norte-americana Newsweek, que tem como fonte um oficial do Pentágono, um oficial sênior de inteligência dos Estados Unidos e outro oficial de inteligência do Iraque. Acredita-se que o avião foi atingido por um sistema russo conhecido como Gauntlet.

A queda da aeronave aconteceu poucas horas depois do contra-ataque iraniano contra bases norte-americanas no Iraque, em resposta ao assassinato do general Qassem Soleimani. De acordo com a revista, o programa antiaéreo do Irã estava ativo desde o ataque em questão.

De acordo com testemunhas, a aeronave se incendiou ao levantar vôo e explodiu minutos depois nas proximidades do aeroporto.

A Organização de Aviação Civil do Irã também divulgou nesta quinta-feira (9) que o piloto da aeronave não emitiu nenhum alerta sobre provável situação crítica. No avião haviam iranianos, ucranianos, afegãos, alemães, canadenses, britânicos e suecos. Todos morreram.

Veja vídeo do momento que o avião explode:

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.