Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
26 de outubro de 2019, 13h09

Chile Urgente: Piñera demite todo seu ministério e diz que vai encerrar estado de emergência

Com o país em convulsão social, Piñera pediu que todos os seus ministros renunciem e decretou fim do estado de emergência a partir da meia noite do domingo

Sebastián Piñera - Foto: Sérgio Cruz/Agência Brasil

O presidente do Chile, Sebástian Piñera, anunciou neste sábado (26) que irá realizar uma reforma ministerial em seu governo e que possivelmente decretará o fim do estado de emergência que foi instaurado em diversas partes do país. Declaração foi feita durante transmissão ao vivo em suas redes sociais.

“Quero anunciar a todos os meus compatriotas que, se as circunstâncias permitirem, é minha intenção acabar com todos os estados de emergência a partir da meia noite do próximo domingo”, declarou Piñera, no Palácio da Moeda.

“Além disso, pedi a todos os ministros que coloquem seus cargos a disposição para poder estruturar um novo gabinete, para poder enfrentar estas novas demandas e estarmos preparados para os novos tempos”, completou. Ao todo, são 24 ministros que deverão renunciar após este pronunciamento de Piñera.

Decisão do presidente do Chile veio um dia após cerca de um milhão de pessoas irem às ruas da capital Santiago para protestar contra o governo, configurando na maior manifestação popular desde a redemocratização no país, segundo a imprensa local. Os manifestantes lotaram as ruas da cidade pleiteando contra Piñera, a desigualdade social e o sistema neoliberal que vigora no país.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum