Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
03 de janeiro de 2020, 07h59

Donald Trump ostenta bandeira dos EUA após ataque que assassinou militar do Irã

O bombardeio que tirou a vida de Qassem Soleimani foi autorizado pessoalmente pelo presidente norte-americano

Donald Trump (Foto: Arquivo)

O presidente norte-americano Donald Trump, momentos após a confirmação do assassinato do general iraniano Qassem Soleimani na noite desta quinta-feira (2), foi às redes sociais para ostentar uma imagem da bandeira de seu país, sem grandes comentários.

O bombardeio autorizado pessoalmente por Trump, segundo a Folha de S. Paulo, mirou o aeroporto de Bagdá, capital do Iraque, ocasionando a morte do Comandante da Força Al Quds, unidade especial da Guarda Revolucionária do Irã, Qassem Soleimani. O general foi um dos principais nomes por trás da estratégia militar e geopolítica do país.

Nas redes sociais, o pré-candidato à presidência dos Estados Unidos, Bernie Sanders, criticou a postura de Trump com relação ao país do Oriente Médio, dizendo que o presidente americano ameaça iniciar uma nova guerra entre os dois países.

“A perigosa escalada de Trump nos aproxima de outra guerra desastrosa no Oriente Médio que pode custar inúmeras vidas e trilhões de dólares a mais. Trump prometeu acabar com guerras sem fim, mas essa ação nos coloca no caminho de outra”, escreveu.

No dia 31 de dezembro, o presidente americano foi às redes para acusar o Irã de “orquestrar” a invasão de manifestantes iraquianos à embaixada dos EUA em Bagdá. Reação do grupo veio após ataques americanos ao país na noite do último domingo (29), deixando 25 mortos.

“Agora o Irã está orquestrando um ataque contra a embaixada dos EUA no Iraque. Eles serão totalmente responsabilizados. Além disso, esperamos que o Iraque use suas forças para proteger a embaixada”, escreveu Trump.

Confira:

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum