Erika Hilton, primeira vereadora mulher negra e trans em SP, é destaque da Vogue Britânica

Publicação europeia a destaca como uma parlamentar da esquerda brasileira que faz oposição ao governo do presidente Jair Bolsonaro

A vereadora eleitora Erika Hilton (PSOL-SP) tem conquistado inúmeras vitórias em sua trajetória: além de ser a mulher negra e trans mais votada do Brasil e a primeira a ocupar uma cadeira na Câmara Municipal de São Paulo, Hilton também se tornou destaque a revista Vogue Britânica.

A publicação, que é uma das mais importantes do mundo, elegeu Hilton como uma das personalidades mundiais do ano e destaca o seu marco de ser a primeira vereadora mulher negra e trans a eleger na cidade de São Paulo.

O texto da revista inglesa também chama a atenção para o simbolismo da eleição de Erika Hilton, visto que ela é do campo da esquerda, “extremo oposto do presidente de extrema direita Jair Bolsonaro”.

Erika Hilton, ao divulgar a matéria da Vogue Britânica, também revelou que, em breve, será capa da versão brasileira da revista.

Erika Hilton se torna a primeira mulher negra e travesti eleita na cidade de São Paulo

o resultado para o legislativo já pode ser considerado histórico para o movimento LGBT, em especial para as travestis e transexuais. A cidade de São Paulo elegeu a primeira mulher negra e travesti, Erika Hilton.

A candidata pelo PSOL à Câmara Municipal da São Paulo, Erika Hilton, fez história na noite de ontem ao se tornar a primeira mulher negra e travesti a se eleger na capital paulista. Hilton foi a sexta vereadora mais votadas com 50.477 votos.

Erika Hilton ganhou notoriedade em 2018, quando foi eleita co-deputada à Assembleia Legislativa do estado de São Paulo pela Bancada Ativista (PSOL). Desde então, a sua atuação no movimento LGBT e na luta antirracista se tornou referência em São Paulo.

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR