Polícia de Santa Catarina fecha fábrica de artigos nazistas

Localizada na cidade de Timbó, a loja comercializava quadros com imagens de Hitler e canecas com o símbolo do nazismo

A Polícia Civil de Santa Catarina fechou uma fábrica que produzia e comercializava produtos nazistas. Entre os artigos disponíveis, era possível comprar caneca com a suástica nazista, poster de Adolf Hitler e até mesmo um busto o líder do nazismo.

De acordo com informações d’O Globo, a Polícia Civil chegou ao local depois de tomar conhecimento de um site que comercializava artigos militares, porém, era tudo fachada, na verdade, eles vendiam produtos que faziam alusão ao nazismo.

A ordem de busca e apreensão foi realizada no local nesta quinta-feira (2). Os objetos estavam dentro de dois contêineres em um terreno ao lado da residência do proprietário. Porém, o suspeito de ser o dono não foi encontrado, pois, está em viagem para Portugal.

Além da fábrica de artefatos nazistas, no local também funcionava um bar. A polícia encontrou um balcão com bebidas e todo decorado com a simbologia nazista na parte superior.

Também foram encontrados produtos que faziam alusão aos movimentos supremacistas dos Estados Unidos, entre eles, a bandeira dos estados confederados.

Jovem exibe capacete nazistas nas redes

Em vídeo que circula pelas redes, um jovem faz uma saudação nazista e exibe um capacete da legião hitlerista que acabou de comprar.

“Olha o que chegou pra mim, meu chapéu da legião hitlerista, porra, tamo junto, caralho!”, diz o jovem aparentemente emocionado com o seu novo brinquedo nazista.

Posteriormente à saudação nazista, o rapaz mostra detalhes do capacete e diz que agora aguarda pela chegada do uniforme.

Publicidade

“Com esse chapéu (sic) aqui vou fazer os vídeos, tá ligado. Vou sair com ele na rua e estou pra comprar a roupa também. Vai ficar top! valeu, é nois!”, ao se despedir, o jovem novamente faz a saudação nazista.

Notícias relacionadas

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR