Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
15 de novembro de 2019, 17h36

Bolsonaro chama de “marola” investigação sobre Marielle, ignora torcida do Santos e diz que vai à Vila

Bolsonaro ainda afirmou que está “chateado” com as notícias de um possível mandado de busca e apreensão na casa de seu filho Carlos Bolsonaro relacionadas ao assassinato da vereadora Marielle Franco

Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro desembarcou na Base Aérea de Santos, em Guarujá, na manhã desta sexta-feira (15), para passar o feriado no litoral paulista. Durante entrevista, chamou de “marola” a investigação que envolve ele e sua família no caso da morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes.

Bolsonaro também confirmou que, apesar dos protestos de torcedores, pretende assistir ao jogo entre Santos e São Paulo, que acontece às 17h deste sábado, na Vila Belmiro, em Santos.

Marielle

Bolsonaro afirmou que está “chateado” com as notícias de um possível mandado de busca e apreensão na casa de seu filho Carlos Bolsonaro relacionadas ao assassinato da vereadora Marielle Franco.

“Vi uma matéria no site O Antagonista que o PT quer uma busca e apreensão na casa do meu filho. O pessoal pensa, o que é busca e apreensão? Está metido com que coisa de errado? Eles querem saber se tem alguma ligação com o caso Marielle. Não conseguiram nada comigo, vão para cima de um filho meu agora. É muita marola e isso deixa a gente chateado, não há dúvida. O que eu tenho a ver com a morte dessa senhora? Nada a ver. Inclusive, no mesmo dia que a matéria foi veiculada, que nem deveria ser veiculada, diz que estava em Brasília. Tem 150 pessoas morando no meu condomínio. Se alguém rouba uma galinha lá, vão me acusar de ter feito uma galinhada em casa”, disse.

Protestos da torcida

Na ocasião, Bolsonaro ignorou tanto a torcida do Peixe quanto o técnico Jorge Sampaoli, que manifestaram descontentamento com a presença dele no estádio (leia mais abaixo).

“Todo mundo sabe que eu torço para o Palmeiras, mas sou um amante do futebol e estou indo lá para assistir a um espetáculo, eu tenho certeza. E, mais ainda, a torcida do Santos vai me tratar com consideração como eu sempre tratei todas as torcidas do Brasil. No último jogo do Palmeiras aqui, perdemos de 3 a 0. A torcida do Santos sabe que eu respeito o time e a torcida”, disse.

A Torcida Jovem, do Santos, e o técnico do Peixe deixaram claro que Bolsonaro não é bem-vindo no estádio. Jorge Sampaoli afirmou que estaria disposto a deixar o clube, caso seja obrigado a cumprimentar Jair Bolsonaro.

Já a Torcida Jovem do Santos demonstrou seu descontentamento através de carta à presidência do clube.

“Repudiamos o palanque político que essa visita significa e reforçamos que os posicionamentos ideológicos de Bolsonaro são incompatíveis com a pluralidade social, racial, étnica e cultural da torcida santista e de toda a história de luta da Torcida Jovem contra a ditadura militar, enaltecida por esse político”, diz o texto.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum