Fórum Educação
17 de janeiro de 2020, 17h22

Bolsonaro demitiu Alvim por influência direta do embaixador de Israel no Brasil

Yossi Shelley falou com o presidente para transmitir seu incômodo em relação ao vídeo no qual o então secretário de Cultura copia trecho do discurso de ministro de Adolf Hitler

Jair Bolsonaro e Yossi Shelley - Foto: Reprodução/Twitter

Jair Bolsonaro demitiu o secretário nacional de Cultura, Roberto Alvim, por influência direta do embaixador de Israel no Brasil, Yossi Shelley. Ele falou diretamente com o presidente para transmitir seu incômodo em relação ao vídeo no qual Alvim copia trecho do discurso do ministro da Propaganda Nazista de Adolf Hitler, Joseph Goebbels. A informação é da colunista Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo.

Yossi Shelley é próximo de Bolsonaro, a quem já acompanhou em jogos de futebol e cultos evangélicos. O presidente brasileiro é fortemente ligado ao governo de Israel, de Benjamin Netanyahu.

Cisão

Ainda de acordo com a colunista, existem indícios de que a comunidade judaica no Brasil vive uma cisão por causa de Bolsonaro.

No final de 2019, a 50ª convenção da Confederação Israelita no Brasil (Conib) não contou com a presença do embaixador, em função da postura crítica da entidade em relação a Bolsonaro, principalmente por suas declarações de que o nazismo seria um movimento de esquerda.

Tarja preta

Um julho de 2019, Bolsonaro e Shelley se envolveram em uma polêmica. O perfil da embaixada de Israel no Twitter tampou com uma tarja preta o que tinha nos pratos de ambos, que almoçaram juntos, em Brasília, antes de assistirem à final da Copa América entre Brasil e Peru. Internautas identificaram que o prato era lagosta.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum