Bolsonaro participa de confraternização na Embaixada dos EUA em Brasília

O presidente ainda levou o filho Eduardo Bolsonaro, o chanceler Ernesto Araújo e ministros militares

O presidente Jair Bolsonaro voltou a abrir espaço em sua agenda presencial para celebrar do Dia da Independência dos Estados Unidos neste sábado, 4 de julho. O ex-capitão participou de evento na Embaixada dos EUA em Brasília.

Ao contrário do evento de 2019, o presidente desta vez não se vestiu de astronauta e apenas participou de um almoço. Segundo a Embaixada, o evento em 2020 foi mais restrito do que o do ano anterior por conta da pandemia do novo coronavírus.

Na ocasião, Bolsonaro se tornou o primeiro presidente brasileiro a ir a uma solenidade do 4 de Julho. Apesar de se considerar amigo próximo de Donald Trump, o republicano ainda não visitou o Brasil e criticou a gestão do mandatário brasileiro diante da pandemia.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que já tentou ser embaixador do Brasil nos EUA, o chanceler Ernesto Araújo e os ministros Walter Braga Neto, da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo, e Fernando Azevedo, da Defesa, também foram convidados para o almoço

“Tive a honra de acompanhar o Presidente Jair Bolsonaro no almoço de 4 de Julho na Embaixada EUA, oferecido pelo Embaixador Todd Chapman. Graças ao Chanceler Ernesto Araújo, Brasil e EUA se aproximam mais e mais; que os ideais de liberdade de nosso irmão sejam inspiração!”, tuitou o filho do presidente.

“Na Embaixada dos EUA, celebrando o 4 de julho, dia da independência americana”, escreveu Araújo em suas redes.

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Lucas Rocha é formado em jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ e cursa mestrado em Políticas Públicas na FLACSO Brasil. Carioca, apaixonado por carnaval e latino-americanista convicto, é repórter da sucursal do Rio de Janeiro da Revista Fórum e apresentador do programa Fórum América Latina

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR