Bolsonaro prevaricou: PF não acha registro de denúncia do presidente na compra de Covaxin

O deputado Luis Miranda avisou o presidente sobre os indícios de irregularidade, mas ele não fez nada a respeito

O presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) não fez nenhuma denúncia à Polícia Federal após ter sido alertado pelo deputado Luís Miranda (DEM-DF) sobre indícios de irregularidade no processo de compra da vacina Covaxin realizado pelo Ministério da Saúde.

A Polícia Federal buscou internamente, mas não encontrou nenhum inquérito aberto sobre o assunto, de acordo com informações do Painel, da Folha.

Coletiva

O governo Jair Bolsonaro convocou uma coletiva de imprensa de surpresa nesta quarta-feira (23) para comentar sobre as denúncias envolvendo o suposto esquema de corrupção na compra da vacina indiana Covaxin, da Bharat Biotech. O ministro Onyx Lorenzoni, da Secretaria-Geral da Presidência, disse que o deputado Luis Miranda (DEM-DF) “inventou essa história” para conseguir algo do governo.

Onyx afirmou que o governo Bolsonaro “vai continuar sem corrupção” (sic) e fez insinuações contra o parlamentar e o irmão dele, que é servidor do Ministério da Saúde. “Por que ele inventou essa história? O que os dois irmãos queriam na casa do presidente no dia 20 [de março]? […] Deus tá vendo, mas o senhor não vai só se entender com Deus, não. Vai se entender com a gente”, disse, em tom de ameaça.

O ministro falou em “má-fé” e “denúncia caluniosa” e disse que Bolsonaro teria mandado a Polícia Federal (PF) investigar os dois irmãos.

Luis Miranda

O deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) respondeu ao presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido), através de sua conta do Twitter, na madrugada desta quinta-feira (24), aos ataques sofridos pelo governo através de entrevista coletiva do ministro Onyx Lorenzoni, da Secretaria-Geral da Presidência, nesta quarta-feira.

Miranda afirmou, se dirigindo diretamente a Bolsonaro: “você fala tanto em Deus e permite que eu e meu irmão sejamos atacados por tentarmos ajudar o seu governo, denunciando para o Senhor indícios de corrupção em um contrato do ministério da Saúde! Sempre te defendi e essa é a recompensa?”

“Diga a verdade presidente Jair Bolsonaro, e que de fato estivemos com o Senhor dia 20/03 e denunciamos uma irregularidade na aquisição da Covaxin e que o Senhor deu o devido tratamento ao caso, conforme informou que o DG da PF receberia os documentos ainda no dia 20/03”, escreveu.

Publicidade
Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.