Ato contra Bolsonaro no Rio é o maior até agora; 17 estados registram manifestações até 13h45

Concentração, na Avenida Presidente Vargas, começou às 10h e de lá segue para a Praça da Candelária. Até este momento, 44 municípios do Brasil já iniciaram os protestos contra o presidente extremista

As manifestações contra o governo Jair Bolsonaro se espalham por inúmeras cidades brasileiras e pelo mundo neste sábado (24). No Rio de Janeiro, o ato pela saída do presidente foi o maior registrado até agora. Milhares de pessoas se concentraram na Avenida Presidente Vargas desde as 10h e de lá, seguem agora para a Praça da Candelária.

Carregando faixas e cartazes, os manifestantes clamam pelo fim do governo radical de Jair Bolsonaro e acusam o líder político de ter cometido um genocídio na condução dos rumos da pandemia no Brasil. Já são quase 550 mil mortos vítimas da Covid-19 no país.

Foto: Manifestantes do Movimento Negro (Lucas Rocha / Revista Fórum)

O ato, convocado por partidos políticos, movimentos sociais e centrais sindicais, com a adesão maciça de setores da sociedade civil, além das múltiplas pautas de diferentes segmentos, reivindica sobretudo a manutenção da democracia no Brasil, que vem erodindo nos últimos anos após sucessivas ações autoritárias perpetradas pelo atual presidente.

Imagem: Marcha segue pela Avenida Presidente Vargas, no Rio TV Globo (Reprodução)

Até as 13h45, no fechamento desta reportagem, outros 16 estados também já realizavam manifestações desse tipo: Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba Pernambuco, Pará, Roraima, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Tocantins, totalizando 44 municípios entre todos os entes federativos.

Na capital baiana, Salvador, os manifestantes se reuniram no bairro Campo Grande e marcham pelas ruas em direção à região do Centro Histórico. Já no Recife (PE), o ponto de encontro foi a Praça do Derby, onde milhares de pessoas gritavam palavras de ordem contra o presidente.

Foto: Grupo de Maracatu protesta no Recife (PE) / Redes sociais

Em Teresina, no Piauí, o ato contou com muitos jovens estudantes. Eles caminharam protestando até a porta da sede do governo estadual, o Palácio Karnak. Em Santa Catarina, a manifestação mais robusta foi registrada em Criciúma, no sul do estado, onde um caminhão de som conduzia os cidadãos pelas principais vias do município.

Foto: Cidadãos protestam em Criciúma-SC (Giovane Marcelino/Divulgação)
Avatar de Henrique Rodrigues

Henrique Rodrigues

Jornalista e professor de Literatura Brasileira.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR