Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
16 de dezembro de 2019, 15h09

Bolsonaro usa preço alto da gasolina para defender privatização da Petrobras

Com a ameaça de uma greve de caminhoneiros, Bolsonaro afirma agora estar preocupado também com o preço do diesel

Bolsonaro e a rede de postos da Petrobras (Reprodução)

A notícia é da própria Agência Brasil, que é pra não ficar dúvidas. O presidente Jair Bolsonaro reconheceu nesta segunda-feira (16) que o preço dos combustíveis está alto no Brasil. Logo a seguir, para completar o raciocínio, disse que a quebra do monopólio da Petrobras é uma das formas de diminuir o valor para o consumidor.

“Lá na refinaria o preço está lá embaixo, fica alto [para o consumidor] por causa de impostos estaduais, ICMS [Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços] basicamente, e, depois, o monopólio existe na questão da distribuição e nós estamos buscando quebrar esse monopólio para diminuir o preço. Só com a concorrência ele pode diminuir”, disse ao deixar o Ministério da Infraestrutura, após reunião, em Brasília.

Bolsonaro afirma ainda que a equipe econômica trabalha para buscar soluções que barateiem a gasolina, com o estímulo aos investimentos no setor.

“Estamos fazendo o possível para baratear o preço do combustível, reconhecemos que está alto no Brasil”, afirmou o presidente da República.

Com a ameaça de uma greve de caminhoneiros, Bolsonaro diz agora estar preocupado com o preço do diesel.

“Preço médio do diesel na refinaria [é de] R$ 2,26, e aí tem impostos estaduais, municipais também, custo da logística, da distribuição, tem o lucro do posto”, afirmou.

Petroleiros dizem o contrário

A série de reportagens “E eu com isso?“, do Portal CUT, diz exatamente o contrário de Bolsonaro. Em artigo detalhado, a jornalista Rosel Rocha, demonstra porque a privatização da Petrobras afeta o seu bolso, traz prejuízos bilionários ao país e ameaça a soberania nacional.

O texto diz ainda que, “se privatizar haverá aumento no preço final ao consumidor da gasolina, do diesel e do botijão de gás de cozinha. Além disso, a possibilidade de fechar as refinarias só para importar combustíveis reduziria a quase zero os impostos arrecadados nos estados em que elas estão instaladas. Os municípios que são afetados pelas operações de embarque e desembarque de petróleo ou gás natural, também perderão milhões de reais mensais em royalties”.

Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags