CNN vira novo alvo de bolsonaristas durante protesto em Brasília

As manifestações anti-democráticas tiveram mais ataques ao Congresso e ao STF; um churrasco também foi realizado

Celebrada pelos seguidores do presidente Jair Bolsonaro quando anunciou a chegada no Brasil, a rede CNN virou nova inimiga dos bolsonaristas. Em manifestação realizada neste sábado (9) a emissora apareceu nos cartazes com a tag #CNNLixo.

Além dos já habituais ataques contra o Supremo Tribunal Federal e o Congresso Nacional, que seguem sendo permitidos pelo STF, e contra a Globo e ex-aliados como Sérgio Moro, Wilson Witzel e João Doria, a CNN Brasil virou novo alvo.

Em um cartaz que trazia uma hashtag dizendo que “Bolsonaro tem razão”, a Rede Globo e a CNN eram atacadas com as hashtagas #Globolixo e #CNNLixo. Quem flagrou a cena foi o jornalista George Marques, que registrou, pelo Twitter, a manifestação.

A estreia da emissora no Brasil foi feita no dia 15 de março, data dos primeiros protestos de bolsonaristas durante o isolamento social, com uma entrevista do presidente.

Em 27 de fevereiro, o presidente deu a seguinte declaração: “Está para ser inaugurada uma nova TV no Brasil, a CNN Brasil. Pelo que estou sabendo vai ser uma rede de televisão diferente aí da Globo”.

O rompimento parece ter acontecido após a polêmica entrevista da secretária Especial de Cultura, Regina Duarte. Ela foi questionada pelos jornalistas da rede sobre a ditadura militar e deu um chilique quando exibiram uma pergunta de Maitê Proença.

Churrasco

George Marques ainda mostrou a cena de um churrasco sendo realizado dentro do protesto. O presidente Jair Bolsonaro causou polêmica ao anunciar um a celebração com cerca de 3 mil pessoas neste sábado. Depois, ele disse que o churrasco era fake.

Um tiro ao alvo com os rostos de Moro, Doria, Witzel, da deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) e do ministro Alexandre de Moraes, do STF, também foi realizado.

Confira alguns registros feitos por George Marques:

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Jornalista da Sucursal do Rio de Janeiro da Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR