Fórumcast #20
16 de abril de 2019, 07h49

Como punição, presidente do PSL quis excluir do whatsapp deputada ameaçada de morte por ministro

Pelo Twitter, Alê Silva ironizou a ação de Luciano Bivar. "Pensa na cara de tristeza do sujeito quando não encontrou o meu nome para removê-lo do grupo de Watss (SIC)", tuitou ela, que já havia abandonado o grupo da bancada do PSL

Bolsonaro com Alê Silva e Bivar, do PSL (Reprodução)

Após pedir proteção à Polícia Federal por receber ameaças de morte feitas pelo ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antonio, a deputada Alê Silva (PSL/MG) está sendo perseguida dentro do próprio partido que elegeu Jair Bolsonaro.

Leia também: Deputada que denunciou laranjal do PSL diz que foi ameaçada de morte por ministro

Segundo informações da coluna Painel, da jornalista Daniela Lima, ne edição desta terça-feira (16) da Folha de S.Paulo, Luciano Bivar, presidente da sigla, quis punir a parlamentar mineira a excluindo do grupo de whatsapp da bancada.

No entanto, a deputada já havia saído do grupo, alegando vazamentos. Pelo Twitter, Alê Silva ironizou a ação de Bivar. “Pensa na cara de tristeza do sujeito quando não encontrou o meu nome para removê-lo do grupo de Watss (SIC)”, tuitou.

Bivar avisou no domingo (14) que a executiva da sigla havia decidido suspender Alê após receber vídeo em que a deputada chorava falando sobre o caso.

A deputada avalia que a direção do partido “quer distância” dela e que o PSL escolheu um lado. Ela disse ter procurado Bivar ainda em janeiro para falar sobre o caso, mas afirma ter sido ignorada.

Veja também:  Gustavo Bebianno volta a atacar Bolsonaro: "Ele próprio atira nos seus soldados"

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum