Fórumcast, o podcast da Fórum
10 de setembro de 2019, 20h42

Eduardo Bolsonaro compara Carluxo, seu irmão, a Winston Churchill

Carlos Bolsonaro, comparado ao personagem Tonho da Lua por ex-aliados de Bolsonaro, foi equiparado ao ex-primeiro-ministro britânico pelo irmão

Foto: Reprodução/Flickr

Citado com frequência pela Família Bolsonaro como um exemplo, o ex-primeiro-ministro britânico Winston Churchill voltou a ser assunto entre os filhos do presidente da República. Em discurso no plenário da Câmara dos Deputados, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) comparou o estadista conservador do Reino Unido com seu irmão, o vereador Carlos Bolsonaro (PSL-RJ), dizendo que a frase polêmica pró-ditadura publicada por Carluxo foi “mal interpretada”.

Durante discurso, Eduardo, aspirante a embaixador do Brasil nos EUA, leu a frase “A democracia é a pior forma de governo, com exceção de todas as demais”, dizendo que, se fosse um filho de Bolsonaro que a publicasse, a mensagem seria lida pela metade. “O que Carlos Bolsonaro falou não tem nada demais. As coisas em uma democracia demoram, porque existem debate, ele falou só isso”, declarou.

A postagem de Carlos Bolsonaro trazia a seguinte afirmação: “Por vias democráticas a transformação que o Brasil quer não acontecerá na velocidade que almejamos… e se isso acontecer. Só vejo todo dia a roda girando em torno do próprio eixo e os que sempre nos dominaram continuam nos dominando de jeitos diferentes!”.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e o presidente em exercício, general Hamilton Mourão, criticaram a declaração de Carlos Bolsonaro. Parlamentares da oposição consideraram que a postagem aponta uma via autoritária almejada pelo filho do presidente.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum