segunda-feira, 28 set 2020
Publicidade

Gilmar Mendes admite que Lula sofre “ataque midiático” e chama de “milagre” e “enigma” liderança nas pesquisas

Em entrevista concedida ao jornalista Roberto D’Avila, o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes comentou a liderança do ex-presidente Lula em todas as pesquisas eleitorais. Ao analisar a situação do ex-presidente, definiu como um “milagre” e “enigma” da Lava Jato a preferência popular pelo petista.

Na entrevista, ele revela incompreensão com o fato de o presidente Lula estar a frente na corrida ao Planalto para um terceiro mandato, apesar de ter sido condenado na Lava Jato pelo juiz Sergio Moro e preso depois de julgado culpado em segunda instância. “Isso é um milagre da Lava Jato, talvez também é um enigma que ela produziu”, disse o ministro.

“Poucos políticos candidatos a presidente, o líder da pesquisa com 30% de apoio e algo irredutível, apesar de todas as revelações, informações e até de um certo massacre midiático. E quando se pergunta o que as pessoas querem, respondem que não querem candidato envolvido com corrupção. Não obstante, eles apontam o ex-presidente Lula. Então, esse é um enigma que nós precisamos decifrar.”

Lula seria imbatível no 2º turno

A última pesquisa do Datafolha mostra Lula na liderança, mesmo após dois meses de prisão. Ele venceria em todos os cenários do segundo turno, com Alckmin, Marina ou Bolsonaro. No primeiro turno, o ex-presidente aparece com 30% das intenções de voto. Sem Lula no páreo, um terço dos eleitores se dizem sem opção e poderiam votar em que ele indicasse.

Felipe Martins
Felipe Martins
Redator da Revista Fórum da sucursal do Rio de Janeiro.