quinta-feira, 24 set 2020
Publicidade

Guedes tenta amenizar ataque contra domésticas e culpa seu passado como professor

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta sexta-feira (14), durante encontro com empresários do setor imobiliário e de infraestrutura, no Rio de Janeiro, que sua fala preconceituosa contra empregadas domésticas é culpa de seu passado como professor. De acordo com relatos de convidados do evento, Guedes se justificou dizendo que gosta de ilustrar suas falas com exemplos, e que por isso citou as domésticas.

O ministro ainda se defendeu, alegando que sua intenção não era ofender ninguém. O comentário de Paulo Guedes, no entanto, gerou grande desconforto por sustentar preconceito de classe em sua fala. Em discurso no Seminário de Abertura do Ano Legislativo da Revista Voto, em Brasília, o ministro festejou o dólar alto, dizendo que “é bom para todo mundo” e que em outros tempos, quando a economia brasileira estava melhor e o real mais valorizado, era uma “festa danada”, pois empregadas domésticas iam à Disneylândia.

Na última sexta-feira (7), o ministro cometeu outra gafe ao comparar os servidores públicos com “parasitas” que estariam matando o hospedeiro.

Segundo fontes entrevistadas pelo Estado de S. Paulo, Guedes voltou a falar na reunião desta sexta sobre a sua intenção de privatizar a Eletrobrás, mas não deu uma data sobre as expectativas do governo para a venda.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.