Indústria de armas critica Eduardo Bolsonaro por deboche a monumento da paz na ONU

Segundo executivos do setor, a pose do deputado fazendo um gesto de "arminha" em frente ao monumento só gera "repercussão negativa e desgaste"

Conforme foi apurado neste domingo (29) por Joana Cunha, repórter da Folha de S.Paulo, a indústria de armas não aprovou a imagem que o candidato a embaixador Eduardo Bolsonaro postou nas redes sociais nesta última quinta-feira (26). Na foto, Eduardo aparece fazendo um gesto de arminha com as mãos em frente ao monumento pela paz na ONU, em Nova York.

Executivos do setor avaliaram que, se a intenção do filho do presidente foi estimular o consumo de armas entre seus eleitores e agradar os fabricantes, ele errou. A imagem, segundo eles, só gera “repercussão negativa e desgaste”.

Na legenda, Eduardo também ironizou o monumento. “As operações de paz da ONU acertadamente usam armas. Mas na entrada do prédio da ONU em NY fica essa escultura desarmamentista. Como todo bom desarmamentista eis a máxima ‘armas para mim, desarmamento para os outros'”, escreveu.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.