O que o brasileiro pensa?
07 de julho de 2020, 07h45

Julgamento de Dallagnol por PowerPoint contra Lula prescreve para penas leves

Procurador ainda pode ser punido com demissão e cassação de aposentadoria. O CNMP, no entanto, está com placar dividido

Deltan Dallagnol e o Power Point contra Lula - Foto: Arquivo

A representação em que a defesa do ex-presidente Lula acusa o procurador Deltan Dallagnol e outros integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato de abuso de poder por conta do PowerPoint contra o petista prescreveu para o caso de punições leves.

De acordo com a coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo, a ação do ex-presidente é a mais antiga no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

Na semana passada, o caso passou por adiamentos e foi retirado de pauta da sessão que antecedeu o recesso. A mudança na pauta do CNMP foi realizada a pedido do relator, Marcelo Weitzel, que alegou que havia muitos processos na próxima sessão e que “o plenário por videoconferência é muito mais cansativo e moroso que o presencial”.

Com isso, não seria mais possível punir o procurador com advertência ou censura, que prescreveu há um ano, nem com suspensão, cujo prazo é dois anos.

A alternativa seria a punição com demissão e cassação de aposentadoria, mas o CNMP está com o placar dividido. Dos 11 votos do CNMP, 5 são quase sempre contrários aos métodos dos procuradores da Lava Jato em Curitiba.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum