sábado, 24 out 2020
Publicidade

Lobby? Fux rejeita Kassio Nunes no STF e defende nome do STJ

O presidente do STF não foi consultado sobre a escolha do substituto de Celso de Mello

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, estaria insatisfeito com a escolha do desembargador Kassio Nunes pelo presidente Jair Bolsonaro para a vaga de Celso de Mello, que irá se aposentar em outubro. Fux não teria participado das discussões.

Segundo informações da colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, o ministro estaria “desapontado” com a escolha e teria insistido na nomeação de um juiz de carreira. O desejo de Fux é ver Luis Felipe Salomão, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), com a vaga de Celso de Mello.

A decisão de Bolsonaro, no entanto, repercutiu bem no STF. Antes do nome vir à tona foi apresentado ao ministro Gilmar Mendes, segundo informações de Thais Arbex, da CNN Brasil, em um encontro entre Mendes, Bolsonaro, o ex-presidente do STF Dias Toffoli, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e o ministro das Comunicações, Fábio Faria (PSD). Fux não teria recebido “nem um oi” do ex-capitão.

Quem também gostou da indicação foi a bancada do centrão no Congresso Nacional.

Kassio Nunes

Católico, Nunes adiaria a escolha do “ministro terrivelmente evangélico”, anunciada por Bolsonaro, ao assumir a cadeira no Supremo. Ele também reforçaria a chamada ala “garantista” do STF, que tinha Celso de Mello como um de seus expoentes.

Lucas Rocha
Lucas Rocha
Jornalista da Sucursal do Rio de Janeiro da Fórum.