O que o brasileiro pensa?
27 de maio de 2020, 09h08

Luciano Hang é alvo de operação da PF que investiga fake news

São investigados também Roberto Jefferson, Douglas Garcia (PSL-SP), Sara Winter e Allan dos Santos

Foto: Reprodução/Twitter

O empresário Luciano Hang, dono das lojas Havan, está entre um dos alvos da ação da Polícia Federal (PF) nesta quarta-feira (27) que investiga a disseminação de fake news a favor do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ).

A PF cumpre mandado de busca e apreensão no escritório do empresário Luciano Hang, em Santa Catarina.

Ao todo, a operação tem 29 mandados de busca e apreensão depois que as ordens foram expedidas pelo ministro do Suprmeo Tribunal Federal Alexandre de Moraes, relator do inquérito.

Após publicar fake news no Twitter, Hang já havia sido condenado pela Justiça do estado de São Paulo a indenizar o reitor da Unicamp, Marcelo Knobel, em R$ 20,9 mil. 

Outros alvos da operação são o ex-deputado Roberto Jefferson, o deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP), a ativista Sara Winter e o blogueiro Allan dos Santos.

Abertura do inquérito

O inquérito criminal para apurar “notícias fraudulentas”, ofensas e ameaças que “atingem a honorabilidade e a segurança do Supremo Tribunal Federal, de seus membros e familiares” foi aberto em março pelo presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, sem um pedido de autoridades policiais ou procuradores e sem a participação do Ministério Público.

Também por conta própria, Toffoli designou Moraes como relator do caso. Não houve sorteio entre os ministros do Tribunal, como é norma regimental no caso dos inquéritos comuns.

Com informações do G1


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum