Fórum Educação
03 de abril de 2020, 16h03

Mourão contraria Bolsonaro e acredita que país vai dar “sinais de melhora” apenas em junho

O presidente pretende reabrir o comércio já em abril

Bolsonaro e Hamilton Mourão (Foto: Alan Santos/PR)

O vice-presidente Hamilton Mourão voltou a defender o isolamento social como forma de controlar o novo coronavírus nesta sexta-feira (3). Mourão ainda diverge de Bolsonaro ao apontar em uma superação da crise apenas em junho.

Segundo o colunista Lauro Jardim, do O Globo, o vice-presidente crê que o Brasil vai apresentar sinais de melhora em junho, mas prevê uma recessão. “Nós teremos recessão, não há dúvida. Fala-se em pouco mais de 1%. Mas, seja quando for, nossa retomada vai ser forte”, afirmou.

A declaração contraria mais uma vez os desejos do presidente Jair Bolsonaro, que já quer a reabertura do comércio no mês de abril. Mourão e Bolsonaro tem tem demonstrado uma certa falta de entrosamento diante da crise, divergindo inclusive sobre a necessidade do isolamento social.

Na quinta-feira, enquanto Bolsonaro classificava governadores como “radicais” por impor um confinamento, o vice dizia a investidores que o isolamento é necessário pois o Brasil ainda sequer chegou no seu pico de infecções da Covid-19.

Questionado sobre as estimativas do ministro da Saúde, Henrique Mandetta – que aponta uma “normalidade” apenas em Setembro -, Mourão afirmou que o ministro é pessimista. “Mandetta é mais pessimista do que eu”, disse.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum