Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
25 de março de 2019, 14h07

No Twitter, Bolsonaro usa comentário de Alexandre Garcia: “Maia está nervoso porque o sogro dele está preso”

Na sua fala, Garcia alfineta Maia ao sair em defesa de Carlos Bolsonaro, que indagou nas redes sociais "porque o presidente da Câmara está tão nervoso?"

Rodrigo Maia, Bolsonaro e Alexandre Garcia (Montagem/Reprodução)

Enquanto pede aos ministros a “pacificação” da relação com o Congresso para aprovação da Reforma da Previdência, Jair Bolsonaro voltou ao Twitter com um áudio do jornalista Alexandre Garcia para tentar minimizar o atrito com Rodrigo Maia (DEM/RJ), presidente da Câmara.

No entanto, ao fazer a defesa de Bolsonaro – dizendo que Maia não seria o articulador do governo no Congresso -, Garcia alfineta o parlamentar. “Rodrigo Maia está nervoso porque o sogro dele está preso”, disse, em referência à prisão de Moreira Franco (MDB), ex-ministro de Michel Temer que é casado com a sogra de Maia.

A frase foi usada para aplacar a briga com Carlos Bolsonaro (PSC/RJ), filho de Jair, que irritou Maia com tuíte em que saiu na defesa de Sérgio Moro, ministro da Justiça, indagando “porque o presidente da Câmara está tão nervoso?” no mesmo dia da prisão de Moreira.

Em seu comentário, publicado por Bolsonaro, Alexandre Garcia diz que a imprensa faz “sexo dos anjos” com a briga do capitão com o líder do Congresso, como se houvesse um exagero na interpretação da queda de braço. “Rodrigo Maia não é articulador do governo, o articulador do governo são as lideranças do governo”, diz. Para Garcia, a imprensa trata o governo Bolsonaro como “ilegítimo”, citando artigo do também jornalista José Roberto Guzzo, da Veja.

Ministros
Enquanto volta a colocar gasolina na relação com Maia nas redes sociais, Bolsonaro reuniu os ministros na manhã desta segunda-feira (25) para pedir “foco na pacificação” e “foco da Previdência”.

Segundo o jornalista Valdo Cruz, da Globo, participantes da reunião disseram que a avaliação de todos foi na direção de “não jogar mais lenha na fogueira” e “buscar uma pacificação para focar no que importa agora, a reforma da Previdência”.

Bolsonaro também disse que, pessoalmente, não falou nada contra Rodrigo Maia. E que não tem nenhum interesse em manter um “clima de rivalidade” com o presidente da Câmara e está disposto a conversar com ele. Mas não se falou em nenhum movimento do presidente da República em convidar o deputado do DEM para uma conversa.

Apesar do pedido de “pacificação”, interlocutores do presidente da República admitem que o “clima segue tenso” e que, pelo menos, Bolsonaro acenou que não quer seguir com o embate com Maia.

O presidente pediu durante a reunião com os auxiliares que o chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, procure líderes partidários para negociar a votação da reforma da Previdência.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum