Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
20 de janeiro de 2020, 16h44

“Noiva” da Cultura de Bolsonaro, Regina Duarte atacou Porta dos Fundos pelo Instagram

A possível nova secretária de Cultura do governo Bolsonaro compartilhou um vídeo do ator Carlos Vereza justificando o ataque a bomba contra a produtora do Porta dos Fundos: "Lei do retorno"

Reprodução

A atriz Regina Duarte, que nesta segunda-feira (20) aceitou o convite de Jair Bolsonaro para um período de “testes” na Secretaria Especial de Cultura, usou o seu perfil do Instagram, há pouco mais de uma semana, para atacar o Porta dos Fundos.

A “namoradinha do Brasil”, conhecida por suas posições à direita, compartilhou um vídeo do ator bolsonarista Carlos Vereza em que ele justifica o ataque a bomba contra a produtora do grupo humorístico na última véspera de Natal: “Lei do retorno”, diz Vereza.

O ator, inclusive, é um dos nomes cotados para integrar a equipe de Regina Duarte caso a atriz, de fato, assuma a pasta da Cultura.

Noivado

Após conversar com Jair Bolsonaro, nesta segunda-feira (20), no Rio de Janeiro, Regina Duarte afirmou que começa nesta terça (21) um período de testes na Secretaria Especial da Cultura. Ela declarou à coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo, que vai “noivar” com o governo.

“Nós vamos noivar, vou ficar noiva, vou lá conhecer onde eu vou habitar, com quem que eu vou conviver, quais são os guarda-chuvas que abrigam a pasta, enfim, a família. Noivo, noivinho. Quero que seja uma gestão para pacificar a relação da classe com o governo. Sou apoiadora deste governo desde sempre e defendo a classe artística desde os 14 anos”, disse.

Regina foi convidada na sexta-feira (17) por Bolsonaro para assumir a pasta. Ela já tinha sido chamada antes, porém não aceitou. A atriz já vinha sendo cortejada por pessoas próximas de Bolsonaro desde o anúncio da demissão de Roberto Alvim, após publicação de um vídeo nazista.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum